Skip to Content

O problema, as consequências e as soluções de testes rápidos

No mundo inteiro, estima-se que entre 2 e 53 milhões de pessoas sejam portadoras de Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA), e as taxas estão crescendo rapidamente. Isso torna o MRSA o patógeno mais comumente identificado e resistente a antibióticos na Europa, nas Américas, no Norte da África, no Oriente Médio e na Ásia1.

O problema

Pacientes infectados com organismos resistentes a múltiplos medicamentos, como o MRSA, provavelmente têm internações hospitalares mais longas e mais caras e têm maior probabilidade de ir a óbito como resultado da infecção2. O MRSA é problemático em instituições de saúde com pacientes que têm feridas abertas, dispositivos invasivos e sistemas imunológicos enfraquecidos, que apresentam um risco maior de infecção que o público em geral.

As consequências

A capacidade de resistência do MRSA a múltiplos medicamentos significa que existem opções limitadas de tratamento, e a vancomicina muitas vezes é a última linha de defesa contra a infecção.

O uso inadequado contínuo e o uso excessivo de vancomicina torna inevitável o surgimento de resistência. O MRSA resistente à vancomicina foi relatado em alguns países3.

MRSA

Seu paciente tem infecção por S. aureus diagnosticada pelo laboratório. Você suspeita que possa ser Staphylococcus aureus (MRSA) que é resistente à maioria dos antibióticos. Que percurso para o diagnóstico você escolhe para seu paciente?

Testes rápidos

É essencial que as infecções por MRSA sejam identificadas o mais rapidamente possível e que sejam tomadas medidas para garantir a implementação do tratamento correto. Os testes rápidos de MRSA ajudam a reduzir o uso empírico de vancomicina e permitem a tomada de decisões econômicas para o tratamento ideal para o paciente4.

Alere™ PBP2a SA Culture Colony Test

O teste de cultura bacteriana Alere™ PBP2a SA é um ensaio imunocromatográfico rápido que usa anticorpos monoclonais para ajudar na detecção de MRSA diretamente de isolados bacterianos em cinco minutos. Em um estudo feito nos EUA, os resultados foram disponibilizados pelo menos um dia antes dos testes de suscetibilidade antimicrobiana e foram usados para modificar e melhorar com eficácia os esquemas de tratamento para pacientes com infecções por S. aureus5.

Explore Related Content and Videos

Webinar

Contenção de infecções associadas aos cuidados de saúde por meio do manejo de antibióticos